PSD

1. Partido estilhaçado entre sociais-democratas, liberais, democratas-cristãos e populistas. Para acordar os militantes, basta recordar o papão: “Comunicação Social”. Ninho privilegiado dos monstros autárquicos. Partido dos interesses instalados, um dos culpados “do estado a que isto chegou”.

2. Partido sem complexos ideológicos, possui os melhores quadros do país. Liberal e social-democrata q.b. Costuma pôr mãos à obra e resolver as trapalhadas do PS (em 1985, pôs um ponto final à trapalhada pós-revolucionária; em 2002, pôs um ponto final à trapalhada guterrista).

Enviar um comentário