Fernando Nobre

Homem corajoso que decide intervir para ajudar o país. Ao aceitar ser candidato pelo PSD, não perde a sua independência, mas ganha forma de agir a favor do país. O partido que o convidou revelou abertura à sociedade e segue o conselho de quem sempre pediu a renovação dos partidos para melhorar o país. Quem critica o candidato e o partido fá-lo apenas porque acha, no fundo, que um partido que não é o seu não tem legitimidade para convidar os melhores.
ou
Troca-tintas, igual, afinal, a todos os outros. Desfez num só dia o capital de boa-vontade e esperança que os apoiantes nele tinham depositado. Aceitou ser candidato por um partido que não representa as suas ideias por uma só razão: sede de poder. Não é associando-se a partidos que defendem mais do mesmo que alguém pode ajudar o país. Como não ficou em Belém, escolheu São Bento. Junta-se aos piores.
Enviar um comentário